Governador reestrutura e fortalece assistência ao pequeno produtor rural: “Teremos uma nova era na Emater”

Caiado visitou obras da construção da nova sede administrativa que integra o Parque Tecnológico de Inovação da Agência. Ocasião marcou também a entrega de uma série de benefícios ao setor agropecuário, no evento “O Agro é de Todos”.

Julho é mês festivo para a agricultura familiar e, para celebrar, o governador Ronaldo Caiado esteve nesta quinta-feira, 30 de julho, no Parque Tecnológico de Inovação, que pertence à Agência Goiânia de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater). No local, está em construção a nova sede administrativa da empresa, que é jurisdicionada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), além de realizadas a reforma e a ampliação de outras áreas que já funcionam ali. Na visita, Caiado entregou 22 veículos, computadores e outros equipamentos e estruturas necessários para que os servidores possam promover o trabalho de assistência ao produtor rural em todo o Estado. “Em minha gestão teremos uma nova era na Emater”, assegurou o governador.

É compromisso do Governo de Goiás dar condições para que o servidor público desempenhe da melhor forma o seu trabalho em prol do cidadão. “Isso é fundamental para nós. O servidor precisa se sentir respeitado para termos o retorno da qualidade do serviço que ele presta ao Estado”, salientou o governador. 

Fruto da parceria com o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), além dos veículos e notebooks, a Emater recebeu bebedouros, aparelhos de ar condicionado e de eletrificação de cercas. Presidente da Agência, Pedro Leonardo Rezende celebrou a chegada dos benefícios e ampliação da frota no interior. “É garantia de melhoria no atendimento, assistência técnica e suporte ao produtor rural”, pontuou. A Emater é importante, sobretudo, à agricultura familiar que, como lembrou o presidente, corresponde a um terço da economia do PIB agropecuário de Goiás. “Nem sempre esses produtores conseguem arcar com seus custos de uma assistência técnica privada. Sabemos de nossos desafios.” 

O presidente elencou os destaques da nova estrutura física da Emater, onde está sendo investido em torno de 20 milhões. Além da construção da nova sede administrativa, o Complexo de Laboratórios está sendo estruturado e equipado; e o Centro de Treinamento e Capacitação está sendo reformado e ampliado para receber um maior número de produtores e técnicos em capacitação. Toda essa estrutura integra o chamado Parque Tecnológico de Inovação Rural, que fica próximo ao Campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás (UFG), e terá um projeto arquitetônico moderno. “Com tudo isso, a Emater Goiás vai se consolidar como um dos maiores centros de tecnologia agropecuária do País e do mundo”, projetou Pedro Leonardo. 

Gerente da Estação Experimental Nativa do Cerrado da Emater, Marcos Alves da Silva destacou a importância da nova estrutura da Agência. “A qualidade de trabalho agora é outra, o servidor terá mais condições para ofertar cada dia melhores serviços.” A nova unidade contará com um complexo de cinco laboratórios, que atenderão aos produtores do Estado todo com análise, produção de plantas e cultura de tecidos, fitologia, qualidade de sementes e também análise de solo. “Antes a gente não tinha esse tipo de serviço e hoje ainda recebemos um biorreator, que é uma unidade de produção em grande escala. A gente vai poder ofertar mudas sadias para todo o Estado de várias culturas”, contou. 

Sexagenária
O presidente Pedro Leonardo lembrou os mais de 60 anos de história da Emater e do significativo trabalho de extensão rural e pesquisa agropecuária promovido pela Agência e que contribui para que o setor fosse um dos mais produtivos do País. Falou também dos momentos difíceis, em que a instituição perdeu seu protagonismo, com mudanças de nome, de personalidade jurídica, fusão com outras pastas e até a extinção total, culminando na dilapidação do patrimônio, deterioração da estrutura administrativa e na desmotivação de quadro de servidores. 

Todavia, isso tudo é passado, como garantiram o governador e o presidente da Agência em seus discursos. “O dia de hoje simboliza um marco para a Emater, com o início desta grande reestruturação, determinada pelo nosso governador, ainda no início de nossa gestão, demonstrando o compromisso não só com os grandes, mas especialmente os pequenos produtores, que precisam de apoio do governo. É compromisso de todos nós, goianos, estruturarmos uma Emater forte, independente e sempre próxima dos pequenos produtores”, afirmou.

Integração
Em seu discurso, a primeira-dama Gracinha Caiado pontuou: “Venho de uma família de produtores rurais na Bahia e sei que investir no agro é investir no fomento da nossa economia, é investir em desenvolvimento, e é investir em tecnologia, no futuro de centenas de famílias. Investir no agro é investir no futuro do nosso Estado, no futuro do nosso País”, assentiu a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e do Grupo Técnico Social de Goiás (GTS). “Desde que o governador Ronaldo Caiado criou o Gabinete de Políticas Sociais, o Agro tem sido nosso parceiro em ações muito importantes”.

Secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Antônio Carlos de Souza Lima Neto destacou que as ações garantem o desenvolvimento econômico-social das várias regiões do Estado. “Esta é uma determinação de todos os dias, mas ainda mais importante neste momento de retomada que estamos passando”, ressaltou. Frisou, entre outras coisas, a importância da regularização fundiária e o trabalho de inovação tecnológica. “O Estado tem buscado se aprimorar cada vez mais neste processo. E nada mais oportuno estarmos aqui neste novo centro de inovação tecnológica rural da Emater. Todo desenvolvimento será construído e trabalhado aqui dentro, com oportunidade de transferirmos tecnologia rural aos 246 municípios goianos, beneficiando milhares de produtores. Herdamos essa estrutura sem nada dentro, e sem nenhum centavo para viabilizar essa obra. Com o apoio do governador, essa obra saiu do cascalho, do ferro, e temos expectativa de lançar essa estrutura até o fim do ano”, pontuou.

Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), o deputado federal José Mário Schreiner pontuou que todas as entregas promovidas pelo governador Ronaldo Caiado vão ao encontro das políticas públicas mais necessárias no meio rural. Avanços que, em sua avaliação, são fruto de uma gestão conduzida com sensibilidade e percepção por Caiado. “A população de Goiás teve uma consciência plena ao eleger o governador.”

Exaltou ainda, na pessoa de Gracinha, o trabalho da OVG. “Tenho acompanhado o esforço que vocês têm feito para chegar aos quatro cantos do Estado de Goiás, especialmente para os mais vulneráveis. Juntamente com a Emater, que sabe onde estão estas pessoas. Não fossem eles, mesmo com enorme boa vontade, não se chegaria a tais famílias. Acreditamos em um projeto de governo como esse, e acima de tudo, na capacidade de sairmos mais fortes e conscientes desta pandemia, com estes exemplos de políticas públicas.” 

O presidente da Emater foi parabenizado pela líder da bancada goiana na Câmara Federal, deputado Flávia Morais. “Estamos começando uma nova era na Emater em Goiás”, reconheceu. Durante a solenidade, também foram anunciadas a autorização para a aquisição de máquinas e implementos cedidos aos municípios goianos para serem utilizados no meio rural; a parceria para implantação do Polo de Fruticultura Irrigada no Nordeste de Goiás; a entrega de títulos de regularização fundiária; e o balanço final da primeira etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa em Goiás.

Estiveram presentes também o vice-governador Lincoln Tejota; a procuradora-geral do Estado, Juliana Prudente; o secretário de Desenvolvimento e Inovação, Márcio Pereira; e o futuro secretário da Retomada, César Moura; o superintendente de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Nelson Vieira; o diretor da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Luís Napoleão; o presidente da Agrodefesa, José Essado; da Ceasa, Wilmar Gratão. O evento contou ainda com a presença da diretora-geral da OVG, Adryanna Caiado; do chefe da Divisão de Defesa Agropecuária da Superintendência Federal do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) em Goiás, André Brandão; do procurador do Estado Anderson Máximo; da prefeita de Matrinchã, Cláudia Valéria; e de outras autoridades.

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.