Emater e Anater firmam convênio para levar assistência técnica a 2 mil famílias assentadas em Goiás

Anúncio foi feito pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante solenidade de entrega de títulos de propriedade rural, em Flores de Goiás; iniciativa, que faz parte do Programa Produzir Brasil, contará com investimento total de R$ 7,84 milhões

Para garantir o desenvolvimento no campo, uma parceria firmada entre o Governo de Goiás e a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) irá viabilizar o oferecimento de auxílio técnico para cerca de quatro mil famílias assentadas em Goiás. A ação faz parte do Programa Produzir Brasil, anunciado na última quarta-feira (18), no Projeto de Assentamento (PA) Bom Sucesso, no município de Flores de Goiás, durante o evento que marcou a maior entrega de títulos de propriedade rural no Estado. A Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) será responsável pelo atendimento de 2.005 das famílias beneficiadas.

Na solenidade, foram entregues pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) 3.215 documentos de posse para agricultores familiares integrantes do Programa Nacional de Regularização Agrária (PNRA). Além da titulação, como destacou a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, os trabalhadores rurais receberão assistência, por meio do convênio, para produzirem com qualidade em suas terras. O valor total do investimento é de R$ 7,84 milhões.

“Juntamente com a Emater do Estado de Goiás, nós estaremos aqui também dando assistência técnica, para que vocês possam produzir, ter renda, eliminar o intermediário, chegar lá na ponta e receber o fruto e o suor do trabalho de cada um de vocês”, afirmou a ministra. Somado aos últimos títulos entregues neste ano, o número de famílias assentadas que serão beneficiadas com os trabalhos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) chegam à marca de aproximadamente 4 mil. 

De acordo com o presidente da Emater, Pedro Leonardo Rezende, o objetivo é aumentar a qualidade de vida das camadas mais vulneráveis da população rural. “Nossa expectativa é que através desse grande programa a gente consiga trazer mais oportunidades, direcionando as políticas públicas aos assentamentos rurais e melhorando a renda das famílias assentadas pelos programas da Reforma Agrária”, ressaltou.

Assinalando o início do Programa Produzir Brasil, em Goiás serão contempladas pela iniciativa famílias residentes de 105 assentamentos em 55 municípios. A previsão do projeto é beneficiar assentados também no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, com investimento total de R$ 20 bilhões para cerca de 10 mil famílias.

A cerimônia, na qual também foi anunciada uma série de benefícios para o setor da agricultura familiar, como recursos para melhoria de trafegabilidade nos assentamentos e acesso à internet, teve a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, o governador de Goiás Ronaldo Caiado, o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Antônio Carlos Lima Neto, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, o presidente do Incra, Geraldo Melo Filho, entre outras autoridades federais e estaduais.

Feira da Agricultura Familiar
O evento teve como uma das atrações a Feira da Agricultura Familiar, organizada pela unidade local da Emater em Flores de Goiás, obedecendo os protocolos preconizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em decorrência da pandemia. Na ocasião, pequenos produtores dos PAs Bom Sucesso, Bela Vista, Castanheira e São Vicente, assistidos pela Agência Goiana, se reuniram para expor e comercializar seus produtos.

“O intuito da Emater é colocar os agricultores à frente, pois são eles que produzem, que pegam na enxada e que estão lá na colheita. Estamos aqui para auxiliar e prestar assistência técnica, oferecendo suporte para os produtores do Estado”, explicou a extensionista do órgão e coordenadora da feira, Leide Moreira.

Assentado do PA São Vicente, Gerson Mendes Braga, foi um dos produtores presentes mostrando um pouco de sua vasta produção. O agricultor trabalha com frutas como coco e banana e também comercializa mudas de diversas plantas. Por ano, sua propriedade disponibiliza de seis a oito mil mudas. Para ele, o auxílio de profissionais especializados é um grande diferencial: “a Emater está sempre presente, com pessoas muito bacanas que me ajudam muito”.

O casal Adir Messias e Alice Messias, do PA Bom Sucesso, também ressaltou sobre a importância da assistência técnica na vida dos agricultores assentados. “Aumentamos bastante a produção depois da assessoria. Antes eu tirava uma média de quatro a cinco quilos de melancia por saco, e agora consigo 22 quilos”, relatou Adir. Os dois também cultivam maxixe, quiabo e mamão, e estão com boas expectativas após terem sido cadastrados pela Emater no Programa de Aquisição de Alimentos Estadual (PAA Estadual).

O presidente Jair Bolsonaro, o governador Ronaldo Caiado e outras autoridades da comitiva federal aproveitaram a oportunidade para passear na feira e experimentar os produtos dos agricultores familiares. Os feirantes ofereceram vários alimentos e pratos, como pastel, caldo-de-cana, roscas, mel, verduras, legumes, mudas de plantas, feijão-de-corda e farinha. 

Comunicação Setorial da Emater – Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.